As Origens da Cerveja Pilsen

3 de  November de  2016 |  Por: admin |  Categoria: Cervejas <
depositphotos_31474909_m-2015

Você conhece bem os tipos de cerveja que você consome?

 

Aqui no Brasil, por exemplo, um dos tipos de cerveja mais consumidos são do tipo Pilsen, uma cerveja mais leve e refrescante, de cor dourada.

 

A história desse tipo de cerveja é muito impressionante: Antigamente produzia-se apenas cervejas Ales e quase sempre escuras. Apenas em 1835, foi descoberto um novo tipo de fermento, o lager, que se desenvolve no fundo dos tanques de fermentação.

 

Foi em que em 1842, na cidade de Pilsen, na atual República Tcheca, criou-se uma cerveja lager mais clara, que veio a ser denominada cerveja “Pilsen”, pelas mãos do mestre cervejeiro Josef Groll.

 

Ao fabricar uma cerveja de baixa fermentação, obteve como resultado uma cerveja extremamente límpida e cristalina para os padrões da época. Sua cor dourada chamava muito a atenção, e combinada aos sabores e aromas notáveis de malte e lúpulo, a nova cerveja se popularizou muito rapidamente. O aspecto belíssimo da cerveja, que remetia a ouro líquido, foi apreciado plenamente nos copos de cristal transparente difundidos nesta época na região.

 

Essa conjunção de fatores contribuiu para o sucesso imediato do novo estilo de cerveja, batizado com o nome da cidade.

 

O Pilsen é o estilo de cerveja mais consumido no mundo. A facilidade de ser encontrada, a matéria prima para ser fabricada e a aceitação mundial contribuem fortemente para que ela seja a mais amada de todas.

 

Gostou de saber a história desse tipo de cerveja tão incrível? Então, para saber muito mais e virar a referência de cervejas na mesa do boteco, não deixe de baixar nosso incrível e-book sobre Cerveja Pilsen!

 

Basta clicar aqui e baixar de graça!

 

Simples assim!

Até a próxima!



Comentários sobre - As Origens da Cerveja Pilsen

  1. Olá, isso é um comentário.
    Para começar a moderar, editar e deletar comentários, visite a tela de Comentários no painel.
    Avatares de comentaristas vêm a partir do Gravatar.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios.